Qualificar leads gerados: Descubra a melhor forma

Geração de Leads
Geração de Leads: 4 perguntas que você tem que responder antes de começar
07/06/2018
Hard e Soft Bounce
Hard e Soft Bounce: Saiba como reduzir suas taxas de rejeição de e-mails
27/06/2018
Qualificar leads gerados

Qualificar leads gerados

Se você é um empreendedor, prepare-se para aplicar metodologias para entender o comportamento do seu mercado consumidor, entregar conteúdo relevante e personalizar seu atendimento, podendo, assim, captar um bom volume de potenciais consumidores e qualificar leads já gerados de forma mais assertiva.

Nas tarefas do dia a dia, pessoas mais organizadas costumam elencar e priorizar suas atividades mais urgentes. Esse método funciona para otimizar o tempo e, consequentemente, os resultados esperados. Para desfrutar de todas as vantagens que o marketing digital oferece e atingir o sonho de qualquer empreendedor – que é conquistar e fidelizar clientes alinhados a cultura da empresa -, é preciso, antes de mais nada, ter domínio dos conceitos que o englobam.

Vamos falar sobre Funil de Vendas

Primeiramente, lembre-se de que é um conceito que deve ser aplicado de forma personalizada. O marketing está constantemente se transformando e os processos de vendas não funcionam da mesma forma que costumavam funcionar há alguns anos: agora, as etapas do funil executam o papel de caminhar com o consumidor em seu processo de tomada de decisão. Isso implica que, quando incisivos, os esforços da equipe comercial muito mais afastam o mercado consumidor do que o atraem.

Os consumidores contemporâneos buscam consumir benefícios intangíveis e que lhe representem. Por isso, é importante fazer perguntas  antes de iniciar as etapas:

1-  Qual seu perfil?

2 – Como encontrá-los?

3 – Consomem conteúdo através de TV, internet, revistas?

4 – Quem toma a decisão de compra?

Após responder essas e outras questões relevantes para traçar o perfil do seu público-alvo, o próximo foco é atrair potenciais clientes e acompanhá-los na sua jornada até a base do funil de vendas.

As etapas estão ilustradas na imagem a seguir:

A geração de Leads é o ponto de partida do funil de vendas. Com o auxílio do Inbound Marketing, é possível criar diversas estratégias para gerar visitantes no seu site. O primeiro passo é a disponibilização de alguns dados do prospect através da landing page para que, posteriormente, a empresa entre em contato (via e-mail marketing, por exemplo) e comece a nutrir este lead para que ele se torne qualificado.

Dito isso, podemos ir a principal questão a ser analisada neste texto:

Qualificar leads gerados

Como qualificar leads gerados?

Aprenda a administrar com eficiência os leads já gerados e a criar melhores oportunidades para o time comercial.

É válido frisar a importância do gerenciamento dos leads alcançados, uma vez que eles podem, muitas vezes, não estarem prontos para a venda. Após gerar um grande volume de leads, o próximo passo é começar a administrá-los.

Em primeiro lugar, classifique: em uma escala de 1 a 5, sendo 1 frio e 5 qualificado, determine o estágio do seu lead. Um lead frio, por exemplo, é aquele que visita seu site, disponibiliza informações, porém não se sente interessado o suficiente para iniciar uma jornada de compra, enquanto um lead qualificado já conhece o produto ou serviço, sabe o que quer e possui confiança na marca. Essa é a melhor fase para negociação e fechamento da venda, e é por isso que a qualificação de leads já gerados é uma estratégia chave para obter sucesso na base do funil.

Para atingir a fase de qualificação de leads, alinhe bem as estratégias de nutrição, afinal, somente depois delas é possível saber se o lead tem um perfil aderente às propostas oferecidas pela empresa.

Quais são essas estratégias?

Confira abaixo:

  • Use os dados que você tem: unir os times de marketing e vendas é uma estratégia eficaz para alinhar os objetivos de venda, cruzar as informações dos consumidores e assim saber o que precisa ser feito;
  • Timing é tudo! Lembre-se sempre de acompanhar a jornada do cliente e mapear suas ações. Dessa forma, será possível entender seu grau de interesse pelo produto ou serviço e, caso haja interesse, nutrí-lo com informações importantes e que se encaixam no seu contexto;
  • Conteúdo relevante (MUITO conteúdo relevante): personalizar e fornecer conteúdo de qualidade é uma estratégia importantíssima durante o processo de nutrição de leads;
  • Invista em um fluxo de nutrição automatizado: a automação do fluxo de nutrição otimiza tempo e evita erros humanos, além de personalizar o conteúdo de acordo com os perfis dos públicos atingidos (segmentação);
  • Instrumentalização das técnicas integradas de Inbound Marketing: blog, mídias sociais, SEO, landing pages, etc. Essas técnicas permitem a mensuração de resultados e qualificação de leads;
  • Webinar: um ótimo formato para gerar leads qualificados, funciona como um seminário online;
  • Ebooks: por serem didáticos e educativos, exigem um melhor planejamento para sua elaboração. Os ebooks possuem resultados surpreendentes no marketing digital.

Estas são somente algumas das práticas adotadas para gerar leads qualificados. Além delas, muitas marcas também adotam apresentações de Power Point ou Consultorias grátis para alimentar seu lead de forma mais assertiva.

Os avanços tecnológicos e digitais transformaram o comportamento do mercado consumidor. Nos dias de hoje, a comunicação tornou-se fácil de ser obtida e descartada. Por isso, a estratégia de diferenciação deve ser sempre levada em consideração. Entregar conteúdo relevante, otimizar a qualidade do serviço constantemente e gerar identificação com o target são tarefas difíceis, mas que valem o esforço!

Tenha em mente duas informações importantes:

1) o lead deve ser sempre trabalhado pelo time de marketing;

2) o lead deve ser sempre orientado para alguma ação comercial direta.

Por isso, determine seus objetivos gerais e específicos ao desenvolver uma campanha. Quanto mais alinhado o objetivo, maior será o conhecimento sobre seu público ideal, mais chances de cativar e fidelizar o cliente você tem!

De forma resumida, após a captação, classificação e nutrição de leads gerados em paralelo a análise das métricas estabelecidas, é hora do call-to-action, que nada mais é do que uma sugestão de ação objetivada pela empresa para o usuário. O call-to-action pode ter diversos formatos: sidebar, imagens inseridas em posts, textos com links, entre outros.

E você? Está pronto para iniciar a jornada junto ao seu público-alvo para conquistar o sonho das conversões ideais? Nós do PRO Lead, estamos!

Aline Felicio
Aline Felicio
Publicitária de formação, cinéfila de coração e amante por marketing digital.

Comentários

comentários