Hard e Soft Bounce: Saiba como reduzir suas taxas de rejeição de e-mails

Qualificar leads gerados
Qualificar leads gerados: Descubra a melhor forma
20/06/2018
Métricas no Marketing Digital
Métricas no Marketing Digital: Como Fazer a Diferença na sua Estratégia
03/07/2018
Hard e Soft Bounce

Hard e Soft Bounce

O índice de rejeição das taxas de e-mail marketing pertencentes ao seu domínio, representam uma importante métrica para avaliação e higienização da base de leads.

Além das taxas de aberturas e de cliques, as métricas Hard e Soft Bounce são ferramentas eficientes utilizadas para reduzir suas taxas de e-mail.

Hard e Soft Bounce

Primeiro, o que é um  Bounce? Bounce é um endereço de e-mail inválido, incapaz de receber mensagens. Esse erro pode prejudicar seriamente a operação de entrega de e-mails de campanha para os leads.

Os Bounces possuem duas classificações:

1- Erros temporários (Soft Bounce);

2- Erros permanentes (Hard Bounce).

Calma! Nós iremos explicar tudo para que você saiba exatamente o que fazer para reduzir as taxas de e-mail do seu domínio.

Vamos lá?

Soft Bounces

Os Soft Bounces indicam uma razão temporária para a falha na entrega de e-mails. O erro pode ocorrer por diversos motivos: a caixa de e-mails do seu destinatário está lotada, falha na conexão, bloqueio por anti vírus, etc. Se o seu e-mail retornar com estas mensagens do servidor que originam um Soft Bounce, aguarde um período e tente enviar novamente, afinal, pequenas falhas temporárias são comuns no ambiente online. Ainda assim, as taxas de Soft Bounce não devem passar de 6%.

Hard Bounces

Os Hard Bounces são os erros permanentes que ocorrem na entrega do e-mail. As razões mais frequentes são: caixa de e-mail inexistente, e-mail digitado de forma incorreta, ou seu endereço de e-mail pode ter sido marcado como spam. Os Hard Bounces são indicadores críticos do e-mail marketing e não devem passar de 3%.

Definidos os conceitos Soft e Hard Bounces, entendemos que não é possível erradicá-los, uma vez que os usuários estão constantemente atualizando, removendo ou trocando seus endereços de e-mail. Assim, é necessário elaborar estratégias eficazes para reduzir as taxas de rejeição dos seus e-mails e preservar a reputação do seu servidor. Lembre-se, a taxa de entregabilidade dos e-mails pode ser a chave para o sucesso de sua campanha!

Confira abaixo as principais maneiras utilizadas pelas empresas para reduzir suas taxas de Soft e Hard Bounces

1-  Administre seus leads

Acompanhe sua lista de contatos  de perto e os resultados dos envios de e-mail marketing. É essencial para as estratégias de campanha manter o mailing atualizado e evitar leads indevidos. Esteja sempre atento para evitar altos índices de Hard Bounces!

2- Otimize tempo e resultados

Contrate uma BOA ferramenta de e-mail marketing, ela irá facilitar significativamente a mensuração de resultados com relatórios que detalham cada ponto da estratégia adotada na campanha. Além disso, elas também fazem disparos automáticos, criação de templates e desenvolvimento de fluxo de e-mails.

3- Envie seu material diretamente para o e-mail do lead

Uma estratégia comum adotada por algumas empresas é, após o preenchimento do formulário da landing page, redirecionar o usuário a uma página que disponibiliza os materiais (e-books, webinars, etc). Isso faz com que muitos dos leads coloquem e-mails falsos, aumentando significativamente a taxa de Hard Bounce. O ideal é enviar o material somente para o e-mail do usuário.

4- Mantenha um calendário editorial

É importante ser consistente no envio do e-mail marketing para que o lead não se esqueça da sua marca. Com o calendário editorial, você pode definir os dias para enviar e-mails e fazer a nutrição deste lead.

5- Remova da sua lista de e-mails os contatos classificados como Hard Bounces

Isso ajudará a preservar a reputação da sua empresa e domínio, uma vez que serviços como Hotmail e Gmail avaliam os e-mails enviados através de critérios como interação do usuário, taxa de abertura, etc.

6- Sempre monitore os Soft Bounces!

Não é recomendável removê-los, a menos que o retorno dos e-mails como Soft Bounce sejam recorrentes. Nesse caso, o problema pode ter se tornado permanente e o melhor a fazer é limpá-los de sua lista. Se possível, analise as mensagens de retorno e entenda as razões pela falha no envio.

7- Ofereça link de descadastro (Opt-Out)

Toda campanha deve conter o link para que o usuário possa se descadastrar da lista. Assim, irá poupar seu tempo e dinheiro com aqueles destinatários que não tem mais interesse em receber informações.

8- Não utilize listas compradas!

Essa prática deve ser evitada por diversas razões. Sua empresa agirá como um distribuidor de SPAM e, além disso, o público não conhecerá seu produto ou serviço, diminuindo significativamente as chances de obter bons resultados de vendas.

Embora sejam diferentes…

As taxas das métricas Hard e Soft Bounce têm o mesmo significado: a mensagem não chegou ao receptor, o que pode interromper a interação com o lead, diminuir a visibilidade da marca e causar, assim, uma tendência a estagnação na curva do esquecimento.

A era digital dispõe de diversos recursos incríveis para otimização dos resultados de campanhas de e-mail marketing e, diga-se de passagem, é uma poderosa ferramenta desenvolvida junto aos avanços do marketing digital e capaz de obter excelentes resultados, especialmente quando alinhada a outras ações online. Cabe ao profissional da área analisar e acompanhar as métricas disponíveis para identificar sua persona, obter maior alcance nas campanhas e melhor envolvimento com seu target.

O trabalho não para por aí!

Hard e Soft Bounce são somente duas das métricas do e-mail marketing. Para que você tenha uma audiência cada vez melhor, é preciso esforço: aproveite a eficiência das novas ferramentas oferecidas pelo marketing digital e analise meticulosamente os resultados dos disparos de seus e-mails de campanha para leads. Além do Bounce Rate, métricas como Taxa de abertura, CTR (Click Through Rate), Taxas de Conversão e KPI’s são frequentemente utilizadas para obter sucesso durante todo o processo de vendas.

 

Dicas: dedique-se a entender e a saber lidar com as taxas de rejeição. Um pequeno número de rejeições é aceitável, o mais importante é evitar grandes índices de recusas. Lembre-se de fazer constantemente a manutenção da lista de contatos do seu e-mail, dessa forma você conseguirá segmentar melhor a campanha para impactar as pessoas que realmente possuem interesse nos conteúdos oferecidos.

Para atingir bons resultados, é preciso – antes mesmo de iniciar qualquer mudança de performance -, reconhecer os indicadores que sinalizam seus erros e acertos durante a veiculação de uma campanha. Assim, você será capaz de corrigir as falhas e trabalhar duro para ser cada vez mais assertivo nos próximos planejamentos. Ninguém disse que seria fácil, não é mesmo?

Até a próxima!

Você gostou deste texto sobre as métricas Hard e Soft Bounce? Aproveite a visita para acessar nosso ebook:

Aline Felicio
Aline Felicio
Publicitária de formação, cinéfila de coração e amante por marketing digital.

Comentários

comentários